Confira a nova publicação da série de textos da Agenda do Assistente Social 2018

A A A A

O Conselho Regional de Serviço Social 16ª região – CRESS/AL, através da gestão "A luta nos movimenta, a resistência nos fortalece" dá sequência nesta segunda-feira, dia 29 de outubro, às publicações da série de textos da Agenda do Assistente Social 2018 - Comemorativa aos 25 anos do código de Ética cujo tema é: Sou Assistente Social e tenho minhas bandeiras de luta".

O material que será apresentado foi produzido pelo CFESS. Os textos são de autoria de Cristina Brites, assistente social e professora da UFF/Rio das Ostras e as artes foram confeccionadas por Rafael Werkema do CFESS.

As publicações serão publicadas aqui no portal do CRESS/AL todas as segundas e sextas-feiras do mês de outubro, novembro e dezembro.

Abaixo confira a publicação referente ao mês de Fevereiro:

Reconhecimento da liberdade como valor ético central e das demandas políticas a ela inerentes - autonomia, emancipação e plena expansão dos indivíduos sociais

Como no poema de Magiezi, liberdade é a pele da vida ética. Concebida ontologicamente como núcleo da vida ética e como capacidade humana, a liberdade inscrita no Código de Ética Profissional é essencialmente histórica, supondo o trabalho profissional como meio de realização de seus modos particulares. O reconhecimento de sua centralidade ética implica igualmente na sua articulação orgânica com a totalidade dos princípios, valores, direitos e deveres afirmados no Código de Ética. Ou seja, a realização objetiva da liberdade como valor ético central resulta de ações profissionais concretas, que vinculam, por mediações diversas, as alternativas abertas pela processualidade histórica de emancipação humana, a autonomia e a competência profissional, em sua unidade teórico-metodológica, técnico-operativa e ético-política.

Falando assim, a liberdade pode parecer muito distante e abstrata, destoante das condições objetivas do trabalho assalariado, alienado. No entanto, é exatamente esta concepção histórica de liberdade, ontologicamente ancorada nas potencialidades emancipadoras da práxis, que permite sua efetiva proximidade com a realidade social e profissional, abrindo  possibilidades para sua objetivação. O fato de a realidade ser contraditória, desigual e complexa não anula as alternativas concretas de afirmação da liberdade, apenas torna mais desafiadora a luta por sua efetivação. Os produtos do trabalho profissional efetivam modos particulares de liberdade quando fortalecem a autonomia das/os usuárias/os; quando contribuem para ampliar suas alternativas de escolha diante das necessidades sociais; quando favorecem a expansão de individualidades livres.

Há muitos modos particulares de realização da liberdade no cotidiano profissional, todos se vinculam ao significado histórico que a liberdade assume diante das possibilidades da emancipação humana. Metaforicamente, poderíamos pensar que os produtos concretos do trabalho profissional que realizam formas particularizadas de liberdade são como aquela água que ininterruptamente goteja sobre o solo cultivado.

Observada de forma isolada, é apenas uma gota de água, ínfima, imperceptível, franzina. No entanto, se observada em sua regularidade e conexão com a totalidade que integra, pode-se constatar sua importância imprescindível para irrigação do solo e continuidade da vida. Também não se compreende a relevância da nascente observando-se apenas o rio, ou a grandeza do rio observando-se apenas a nascente. No entanto, rio e nascente integram a mesma realidade, um não existe sem o outro e são igualmente importantes. Os modos particulares de realização da liberdade no trabalho profissional cotidiano são como a nascente que alimenta a grandiosidade do rio, ao passo que as potencialidades libertadoras da práxis são como o rio, que só existe se alimentado pela nascente.

Comentários

CFESS

Autarquia pública federal que tem a atribuição de orientar, disciplinar, normatizar, fiscalizar e defender o exercício profissional do/a assistente social no Brasil, em conjunto com os Conselhos Regionais de Serviço Social (Cress). Acesse o site aqui.

Fale Conosco

Tratar a sua manifestação com independência, isenção e ética é o nosso compromisso.



(82) 3221.5305
Rua Sete de Setembro, nº 184, Centro, Maceió (AL), por trás do Espaço cultural da UFAL. Horário de funcionamento: de segunda à quinta, das 13h às 17h, e sexta, das 9h às 13h.

© 2013 CRESS-AL. Todos os direitos reservados.
É proibida cópia total ou parcial do conteúdo deste site sem prévia autorização.