Orientação profissional

As orientações realizadas pela COFI são às/aos profissionais de Serviço Social ou de outras categorias, estagiários/as, gestores/as ou empregadores/as, usuários/as de serviços e sociedade em geral; e objetivam a resolução de situações que garantam a prevenção de infrações ao Código de Ética Profissional (1993) e outras legislações profissionais.

 

As demandas devem ser apresentadas por e-mail (fiscalizacao@cress16.org.br) ou de forma presencial, através do atendimento com agentes fiscais.

 

A COFI analisa as demandas em reuniões ordinárias semanais e emite documentos com as orientações, podendo convocar assistentes sociais para as orientações ou esclarecimentos presencialmente.

 

Dentre as demandas mais frequentes destacam-se:

 

  • Requisições de atribuições indevidas;
  • Ausência de condições éticas e técnicas para atuação;
  • Reunião de orientação com profissionais recém-inscritas/os;
  • Supervisão direta de estágios em Serviço Social;
  • Denuncias de exercício ilegal ou irregular da profissão;
  • Requerimento de Anotação de Responsabilidade técnica;
  • Posturas de assistentes sociais com atuação em gestões/coordenações;
  • Irregularidades em editais de concursos públicos/PSS;
  • Lacre e Deslacre de material técnico sigiloso;
  • Instrumental técnico-operativo;
  • Sigilo Profissional